terça-feira, 4 de outubro de 2011

Tique-taque

Para quem, como eu, dependendo do dia, precisa atravessar a ponte Presidente Dutra mais de uma vez, para estar presente em compromissos de forma alternada em Petrolina (PE) e em Juazeiro (BA), a notícia de que a Bahia irá, esse ano, aderir ao horário de verão, é de causar arrepios (Pernambuco tradicionalmente não adere ao horário de verão).

Além de manter a agenda, será necessário anotar também o fuso horário de cada compromisso e tomar cuidado para não criar confusões que provoquem atrasos, adiantamentos ou superposições. Mesmo o relógio vai ter que ser interpretado de formas diferentes, dependendo da situação e do local.

Nem tudo, no entanto, vai ser problema. Será a primeira vez na minha vida, por exemplo, em que eu poderei estar presente, no mesmo dia e no mesmo horário, em compromissos diferentes em estados diferentes. Essa eu acho que nem o Einstein tinha imaginado!


6 comentários:

renan.ec disse...

Já vivi isso há 10 anos atrás em Petro-Juá. Não acredito nisso de novo :(

Marcus Ramos disse...

E como foi?

crisálida disse...

uma confusão...prepare-se.

Marcus Ramos disse...

Como diz o velho ditado, não há nada ruim que não possa ficar pior. Imaginem vocês se a USP decidisse que iria ficar fora do horário de verão em São Paulo. Pois é, guardadas as proporções, foi exatamente isso que aconteceu por aqui. Em decisão de última hora, a administração da UNIVASF resolveu que o campus Juazeiro não irá aderir ao horário de verão, mantendo suas atividades conforme o horário de Petrolina, que está fora do horário de verão. Bom para professores, que são dedicação exclusiva e, em princípio, possuem compromissos apenas dentro da universidade. Péssimo para técnicos e alunos, que vão ter que conciliar atividades e compromissos em horários diferentes na mesma cidade. Surrealista.

Marcus Ramos disse...

Soube hoje que a UNEB (Universidade Estadual da Bahia), campus Juazeiro, e o comércio local da cidade também resolveram não aderir ao horário de verão baiano. Ou seja, já virou esculhambação...

Marcus Ramos disse...

Descobri também que não dá mais para confiar no celular para saber a hora certa. Independentemente de onde você estiver (Petrolina ou Juazeiro), ele pode estar com sinal de uma cidade ou da outra. É comum, por exemplo, estar em Petrolina com sinal de Juazeiro e vice-versa. Como as operadoras acertam o relógio do celular automaticamente, e como os horários das duas são diferentes, torna-se necessário não apenas verificar a hora mas também a operadora que está sendo usada no momento. Ou seja, a chance da confusão acontecer fica maior ainda, especialmente para os distraídos de plantão.