domingo, 27 de março de 2011

Edésio e Mariene

Aconteceu ontem, com alguns meses de atraso, a edição 2010 do Festival Nacional da Canção Edésio Santos. Promovido pela prefeitura de Juazeiro, o festival oferece prêmios em dinheiro para as melhores composições originais e também para a melhor interpretação de canções brasileiras. Competidores do Brasil inteiro se inscreveram e as eliminatórios aconteceram nos dias 24 e 25 de março. Ontem, dia 26, foi a noite da grande final. O teatro de arena do Centro Cultural João Gilberto estava completamente lotado, até mais do que na edição 2009, apesar da divulgação praticamente nula nos meios de comunicação. Os 10 finalistas se apresentaram em clima de grande torcida e emoção e o grande vencedor não é nenhum desconhecido, mas o já citado anteriormente aqui nesse blog, o compositor e intérprete petrolinense Zé Manoel.

Depois das apresentações, a noite, o palco e a platéia foram dominados pela cantora baiana Mariene de Castro. Eu, que não a conhecia (nem de nome), fiquei impressionado com os talentos da moça. Carismática, dona de uma belíssima voz, intérprete de um repertório de primeiríssima linha (basicamente sambas) e com uma presença de palco poucas vezes vista em outros artistas, Mariene de Castro, ostenta, ainda por cima, uma rara beleza, um sorriso de derreter qualquer audiência e uma simpatia contagiantes, e é um nome para ser lembrado e acompanhado de perto, pois já se qualifica com um dos grandes nomes da nossa MPB. Depois eu soube que alguns críticos de música já andaram se referindo a ela com a nossa nova Clara Nunes. Pelo que eu vi ontem, não tenho dúvidas de que ela possui todas as credenciais.

Desnecessário dizer que a animação da platéia, que dançou e cantou junto com ela, durou de forma incondicional até o último minuto do show. Só então, quase lá pelas três da manhã, é que todos voltaram para casa, de alma lavada e espírito musical elevado. E eu, que não resisto a um belo sorriso e boas expressões carregadas de emoção, especialmente num palco bem iluminado, também só larguei a máquina fotográfica depois que a banda deu o seu último acorde. Valeu a noite, tanto musicalmente quanto fotograficamente.

2 comentários:

Photoesquina disse...

Afz, gostaríamos de ter participado.. tanto pelas fotos a serem produzidas, como pelo evento. Artistas fabulosos estavam presentes. Aliás, a foto da Mariene está fantástica.


Abrs

Marcus disse...

Maurício/Ilana,
Não tem importância, fica para a próxima. A noite foi fantástica, foi tudo muito bom realmente, pena que vocês não puderam estar lá. Obrigado pelo elogio da foto.