quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Jardim Botânico

Um dos meus passeios preferidos sempre que estou em São Paulo, ele representa para mim quase o céu na face da Terra. Assim como a Oficina do Francisco Brennand em Recife, agradeço sempre o prazer de poder freqüentar um lugar como esse de vez em quando. Já foram tantas as andanças por lá, mas mesmo assim eu estou sempre descobrindo coisas novas e reparando em algo que não havia observado antes. Só não entendo mesmo porque tão poucas pessoas aproveitam esse pedaço do paraíso. De qualquer forma, melhor assim do que superlotado.

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Mister Pizza

Desvendando os segredos desta nobre arte.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Mulheres...

Sim, elas tem algo em comum: são todas moradoras da Vila Madalena e foram fotografadas na tarde da última sexta-feira, debaixo de forte chuva.

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Verde e cinza

Na tarde nublada dessa quinta-feira, ficou para a árvore situada na esquina da avenida Paulista com a alameda Rio Claro, com as suas vibrantes folhas verdes, a missão de desafiar o tom cinzento do prédio que fica atrás da mesma.

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Viva a diferença

Na rua Sete de Abril, centro da cidade, um edifício colorido quebra o discurso do tom de cinza exibido pelos vizinhos.

Chove lá fora

A cidade sob a chuva, vista de dentro do prédio da antiga Estação Júlio Prestes, atual Sala São Paulo.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Over the rainbow

O edifício da Galeria Pagé, no centro da cidade, é conhecido de todos e sempre muito fotografado, especialmente depois dessa pintura multi-colorida que já persiste por alguns anos. Mesmo assim, a vontade de produzir algo original sempre toma conta de mim quando passo por ele, em direção ao Mercado Municipal. Não sei se eu consegui, dessa vez, mas sempre vale a tentativa.

Lunch time

Estragando no pé, mas ainda assim a manga era consumida como se fosse um verdadeiro banquete por esse inseto (para mim, um OVNI) esfomeado.

Carne, osso e tinta

Flagrantes de uma tarde de sábado chuvosa na praça Benedito Calixto, em São Paulo.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Sampa Midnight

Sempre que eu estou em São Paulo eu gosto de fotografar o centro da cidade. Porém eu nunca tinha tido a oportunidade de fotografar o centro de noite e de madrugada. Ao chegar dessa vez, no entanto, fui logo surpreendido com um comunicado sobre um grupo de fotógrafos (Grupo Um Certo Olhar) que iria fazer essa saída justamente na noite do dia 25/12. Para a minha surpresa, nada menos do que umas 40 pessoas apareceram nesse dia, e a nossa jornada começou pontualmente à meia-noite do dia 25, na Praça da Sé, prosseguindo até às 7:00hs da manhã do dia 26. Nessa longa caminhada, atravessamos o Viaduto do Chá, fomos até a Praça da República, voltamos pelo Viaduto Santa Ifigênia, alcançamos a 25 de março e o Mercado Municipal e, finalmente, esgotados porém felizes, terminamos no Pátio do Colégio. Foi uma grande, mágica e memorável aventura, bem diferente daquela que eu estou acostumado a fazer, na luz do dia e no meio de tantos carros, pessoas e movimento. Uma São Paulo praticamente deserta, com ares meio londrinos, mas que me instiga e me fascina da mesma forma. O resultado pode ser conferido aqui. Espero que vocês gostem.

Natal na avenida Paulista

Repleta de luzes coloridas, a avenida Paulista também caprichou nos preparativos para dar as boas-vindas ao Papai Noel e à 2011.