segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Ciúmes?

Até parece que, por causa dos ciúmes do verde e do vermelho, o amarelo decidiu se vingar e voltar com força total. Tarde de domingo, orla de Petrolina.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Vida de gado

Em cartaz, um ensaio fotográfico realizado durante a vaquejada ocorrida no último final de semana (dias 20 e 21) em Juazeiro - BA. Para visualizar, basta clicar aqui.

Árvores coloridas

Não é apenas o amarelo que enfeita as árvores aqui da região nessa época do ano. Em Juazeiro, no campus da UNIVASF, o verde e o vermelho também marcam a sua presença de forma vibrante.

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Fotos da 3ª Jornada Fotográfica

É com satisfação que eu disponibilizo uma edição das imagens produzidas pelos participantes da 3ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco, realizada no último dia 20/11/2010, durante a Primeira Grande Vaquejada de Juazeiro. Para acessar é só clicar aqui. Espero que todos gostem do resultado!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

A gente se vê por aqui

De volta à TV, de novo para falar sobre a realização da 3ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco que, aparentemente, está despertando o interesse da mídia local. Dessa vez a matéria, de autoria do jornalista Danilo Ribeiro da TV Grande Rio, foi produzida no local onde ela estava acontecendo - a Primeira Grande Vaquejada de Juazeiro, no dia 20/11 - e contém flagrantes da atuação da nossa equipe de fotógrafos. Clique aqui para ver a entrevista, veiculada na noite desse mesmo dia. Na foto acima estão os participantes dessa edição da Jornada. Em breve disponibilizarei uma edição com as melhores imagens desse dia.

domingo, 21 de novembro de 2010

Segura, peão

Mais uma para o currículo do paulista que aqui escreve. Aconteceu ontem e hoje a Primeira Grande Vaquejada de Juazeiro, evento que reuniu dezenas de vaqueiros e centenas de curiosos num misto de competição e show com astros da música sertaneja/brega/country.

A tarde de ontem começou com uma missa em homenagem aos vaqueiros, todos eles em cima dos seus belos cavalos e vestidos com roupas de couro tradicionais, ocasião essa que foi prestigiada com a presença do prefeito municipal. Depois começou a competição propriamente dita que, pelo que eu entendi, premia o vaqueiro mais habilidoso no manejo e derrubada do boi (ou vaca) dentro dos limites do espaço físico estabelecidos pela organização.

Eles - vaqueiro a bordo do seu cavalo e o boi selecionado - correm por uma espécie de corredor bastante largo e com piso de areia, e do lado de fora a torcida se manifesta nas arquibacandas que foram montadas nas laterais. Ao lado das arquibancadas, uma grande área é reservada para os shows noturnos, destinados a embalar e relaxar os ânimos aqueles que suaram a camisa durante o dia (exceto os bois...), assim como daqueles que só chegam para se divertir. Durante a noite a competição continua, e aí o visitante tem a chance de alternar a torcida nas arquibancadas com o saculejo do esqueleto nesse pátio de eventos.

A idéia da areia é evitar que os atores envolvidos (bois e vaqueiros) se machuquem numa eventual queda. Algumas das quais são de fato espetaculares, motivo do entusiasmo da platéia, e por isso não dá para para imaginar outro tipo de piso realmente. A diversão é grande, mas eu imagino que os bois não devam se divertir tanto assim. Afinal de contas, ser puxado pelo rabo e dar piruetas no ar, como geralmente acontece, vez por outra resulta em rabos arracandos e espalhados pela arena, ou ainda em cortes com feridas expostas. Mesmo assim, posso imaginar que um boi ou outro até que possa se divertir também, especialmente quando ele entra na arena, estampa aquela cara de sonso, resiste às provocações e fica imune a todas as tentativas para atiçar o coitado, que sai tranquilamente pela porta dos fundos, do jeito como entrou.

Alguma semelhança com as touradas da Espanha? Talvez, mas tudo muito menos violento, com certeza. Apesar de que, pelo menos na minha impressão, na essência o espírito não seja muito diferente.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

De novo na Globo

Até que não demorou tanto quanto eu imaginei. Menos de um mês depois das entrevistas que foram veiculadas pela TV Grande Rio (afiliada da TV Globo em Petrolina - PE) no dia 28/10, hoje foi ao ar uma outra entrevista minha, dessa vez concedida para a repórter Gisa Ramos para o Jornal da Manhã da TV São Francisco (afiliada da TV Globo em Juazeiro - BA). O assunto foi a 3ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco, organizada por mim e que será realizada no próximo sábado dia 20/11, durante a Primeira Grande Vaquejada de Juazeiro. Para assistir, basta clicar na imagem acima.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Fotos da 1ª Jornada Fotográfica

Com algum atraso, eis aqui uma seleção das fotografias produzidas por mim e pelo fotógrafo Sérgio de Sá durante a 1ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco, realizada durante a Parada Petrolina Além do Arco-Íris, ocorrida em setembro desse ano. Se alguém ainda não viu, as fotos da 2ª Jornada, realizada no Mercado Produtor de Juazeiro, também estão disponíveis. Basta clicar aqui.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Flores e cores

Enquanto o sul e o sudeste sofrem com o frio e a chuva, o sol tomou conta do dia nesse feriado da proclamação da república, e as cores vibrantes das árvores floridas apareceram mais uma vez, dessa vez embelezando a calçada do cemitério de Petrolina.

Mais Jabuti

Se você ainda não se cansou de ler sobre o Prêmio Jabuti aqui nesse blog, então você pode:
  • Clicar na imagem acima para ler matéria publicada na Gazzeta do São Francisco, edição do dia 12/11/2010;
  • Clicar aqui e assistir o vídeo da matéria que foi ao ar no Globo News, edição do dia 05/11/2010. Eu e os meus colegas coautores aparecemos em 00:55s.

O vídeo tem também o depoimento do Edney Silvestre, vencedor da categoria "Romance", e cujas palavras ao entrevistador poderiam muito bem ter sido minhas também. Abaixo está uma reprodução da placa que eu apareço recebendo no vídeo.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

3ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco

A 3ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco acontecerá no próximo dia 20/11, sábado, entre 14:00 e 17:00hs, no Rancho Mandacaru, durante a realização da 1ª Vaquejada de Juazeiro. O local fica na saída para Salvador, depois do Atacadão, e aqueles que quiserem carona poderão entrar em contato comigo para acertarmos a possibilidade de irmos juntos. Começaremos as atividades no rancho às 14:00hs.

É a primeira vez que um evento desse tipo acontece na região, e creio que exatamente por isso será interessante estarmos presentes para registar os melhores momentos dessa festa que já é tradicional em várias outras partes do Brasil. Além dos vaqueiros haverá também o público, as competições, os animais e com certeza uma grande variedade de temas e situações que valerão a pena serem registradas, inclusive muita poeira, caras e bocas.

Para inscrever, basta me enviar um email com seu NOME, TELEFONE e EMAIL. Vale lembrar que, como não iremos assistir nenhum show, a entrada é franca. Para mais informações sobre a vaquejada, inclusive o mapa de localização, acesse o site do evento clicando em http://www.vaquejadadejuazeiro.com.br/.

O nosso encontro para apresentação e análise das fotos acontecerá no dia 24/11, quarta-feira, das 19:00 às 22:00hs no campus Juazeiro da UNIVASF. O número da sala será informado oportunamente.

Até lá!

Difícil generalização

Conduzido à fama depois que o Kibeloco publicou a notícia e mostrou a foto, o (Shopping) Pintos, em Teresina (PI), não tão longe daqui, virou assunto de portais de notícias e blogs no Brasil inteiro. Também pudera, com o singelo slogan "Tudo que você mais gosta, no lugar que você sempre quis", eu não consigo deixar de pensar que essa campanha não tenha sido fruto de alguma mente extremamente engenhosa e talentosa do mercado publicitário nacional, e que não tenha sido cuidadosamente planejada em função da projeção que ela acabou alcançando (ao custo, eventualmente, da imagem pública do garoto propaganda contratado). Senão, como diria o José Simão, temos aí a prova definitiva de que o Brasil é mesmo o país da piada pronta.

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Na Globo

Se aparecer na televisão não é algo que acontece todo dia na vida da gente, aparecer duas vezes no mesmo dia e no mesmo programa parece mesmo um exagero. Mas foi o que aconteceu no último dia 27 de outubro, durante o jornal do meio-dia na TV Grande Rio, afiliada da TV Globo em Petrolina.

Na primeira aparição, eu fui de professor e o assunto foi a conquista da segunda colocação no Prêmio Jabuti pelo meu livro Linguagens Formais. Na segunda, eu apareci de fotógrafo falando sobre a exposição Soils & Art. Para ver, é só clicar, respectivamente, aqui e aqui. Depois dessa, acho que vou ficar um bom tempo sem aparecer na TV de novo!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

52º Prêmio Jabuti - 2010

A sala estava lotada e a festa foi primorosa, caprichada em todos os detalhes. Da música aos comes e bebes, da decoração ao atendimento, do catálogo oficial que foi distribuído aos presentes às atrações que foram encarregadas de entreter a platéia.

Os ilustres estavam não apenas no palco, mas também e principalmente fora dele. Se a noite foi animada, em cima do palco, por nomes como Zeca Camargo, Lima Duarte, Regina Duarte, André Mehmari e Mônica Salmaso, a platéia era constituída por ninguém mais ninguém menos do que Chico Buarque, Ruy Castro, Marcelo Tas, Dalmo de Abreu Dallari, Pedro Corrêa do Lago, Caio Túlio Costa, Maria Rita Kehl, Marina Colasanti e Edney Silvestre, entre outros. Os políticos também estavam lá, entre eles o governador do estado de São Paulo, Alberto Goldman, o prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab e o senador Eduardo Suplicy.

Para mim, foi uma grande satisfação ver de perto o Ruy Castro, de quem eu sou antigo admirador (Carmem é um dos melhores livros que eu já li em todos os tempos), e também o Marcelo Tas, antigo colega de Poli-USP e que volta e meia eu reencontro nos lugares mais inusitados.

Quem quiser conhecer um pouco mais da festa pode clicar aqui para ver algumas fotos, aqui para ver o filme da entrega do troféu referente à segunda colocação na categoria Ciências Exatas, Tecnologia e Informática, e também aqui para ver o filme da entrega da placa pela conquista do prêmio de melhor livro de não-ficção conferido pelo voto popular.

Parabéns à Câmara Brasileira do Livro, na pessoa da sua presidente Rosely Boschini, ao curador do Prêmio Jabuti, José Luiz Goldfarb, a todos os premiados da noite e ao público que prestigiou memorável evento. Foi um imenso prazer passar aquelas horas na companhia de todos vocês. Muito obrigado!

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

É campeão!

Subir no palco da Sala São Paulo para receber o troféu do 52º Prêmio Jabuti pela segunda colocação na categoria Ciências Exatas, Tecnologia e Informática, foi o ponto culimante de um projeto que consumiu mais de 10 anos de árduo trabalho. Compartilhar esse momento com meus familiares, meus colegas coautores e uma platéia lotada, representou um momento importantíssimo e provavelmente único na minha vida.

Subir no palco da Sala São Paulo duas vezes na mesma noite, para receber dois prêmios diferentes pelo mesmo livro, foi uma experiência revestida de forte emoção e imensa alegria. No instante em que o locutor iria anunciar o vencedor do voto popular na categoria não-ficção (em que concorreram os três primeiros colocados de onze categorias distintas), o coração disparava mas eu tinha, ainda assim, a convicção de que Linguagens Formais deveria ter recebido uma boa votação qualquer que fosse o resultado final.

E teve, não apenas uma boa votação, mas a melhor de todas: Linguagens Formais foi o eleito o campeão do voto popular na categoria não-ficção! Além do mérito inerente a esse segundo prêmio, ele também já passa automaticamente para a história do Prêmio Jabuti como o primeiro livro dessa categoria a receber esse prêmio em todos os tempos. Um verdadeiro pioneiro. Para mais informações, clique aqui para ver a foto oficial e aqui para ler a matéria.

Por isso, eu gostaria de agradecer os mais de 5.200 votos que nos permitiram trazer mais esse troféu e esse sentimento de vitória para casa. Agradeço aos familiares, aos amigos, aos colegas, aos alunos, aos ex-alunos, aos conhecidos e também aos desconhecidos que nos honraram com tamanha votação, a qual nos enche, a mim e aos meus colegas coautores, de orgulho e felicidade por representar o resultado de uma campanha vibrante, que se multiplicou de uma forma belíssima e que, pelos números, acabou assumindo proporções que eu mesmo não poderia imaginar até então.

Não bastassem os motivos acima, a noite ainda nos recompensou com um outro feito que eu deixarei anotado na história da minha vida de forma muito especial. Afinal de contas, dividir o palco com o Chico Buarque, detentor do prêmio da votação popular na categoria ficção, coloca Linguagens Formais ao lado não apenas de um outro vencedor, mas também de um ícone, uma lenda, um mito vivo da música, da literatura e da própria história brasileira. Compartilhar com Chico Buarque o prêmio da votação popular é algo que me emociona e me dignifica ainda mais.

Com tudo isso, vou dormir em paz com a sensação de que a missão foi bem cumprida e também de que, afinal de contas, todo aquele esforço, todos os momentos difíceis, todos os momentos de superação valeram a pena e foram muito bem recompensados. Mas ainda assim gostaria de reiterar os meus profundos e sinceros agradecimentos a todos aqueles que contribuíram para que esse sonho se tornasse realidade. Valeu, galera, vocês são demais!!!!!

P.S. Na foto acima, da esquerda para a direita: Prof. Ítalo Santiago Vega (PUC-SP), Arysinha Affonso (Bookman Editora), Prof. João José Neto (Poli-USP) e eu (UNIVASF).

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Urbano

Nas imediações do Mercado Municipal de São Paulo, a parede colorida do edifício da Galeria Pagé serve de fundo para um primeiro plano ocupado por elementos urbanos.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Bucólico?

Incrustrada num lugar nada bucólico - o cruzamento das avenidas Consolação, Radial Leste e Minhocão, no centro de São Paulo - a parede acima retrata um cenário completamente diverso do observado nas suas redondezas, populada apenas por carros, asfalto, concreto, fumaça e pessoas apressadas que provavelmente nem percebem esse refúgio imagético, combinação de grafite com trepadeiras reais, no meio do seu caminho.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Fotos da 2ª Jornada Fotográfica

Já está disponível aqui uma edição das fotografias produzidas pelos participantes da 2ª Jornada Fotográfica do Vale do São Francisco, realizada no dia 23/10/2010 no Mercado Produtor de Juazeiro. Não deixe de conferir os grafismos, as cores, os personagens, as crianças, as frutas, os flagrantes e os detalhes desse ambiente tão rico e interessante, tanto do ponto de vista fotográfico quanto dos pontos de vista humano e gastronômico.