quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Desafio Nordestino de Poetas Cantadores

Pode até parecer fácil para quem está sentado lá embaixo assistindo, mas tenho certeza que é exatamente o oposto disso. Após subirem ao palco, o mestre de cerimônias sorteia o tema e a dupla de cantadores, acompanhada pelas suas respectivas violas, tem que desenvolver o assunto sorteado em rimas durante cinco minutos. Depois disso, outros dois temas são sorteados e mais duas vezes eles tem que improvisar durante cinco minutos. Em cada uma das três fases, os versos devem seguir um certo padrão estrutural pré-estabelecido.

São, como se dizia antigamente, os famosos "repentistas", aqueles músicos/poetas que recebem um tema na hora e precisam, a partir dele, demonstrar toda a sua criatividade, erudição, estilo, humor e poesia. A melhor dupla leva o grande prêmio. Em função da natureza da competição, a tensão é evidente, assim como o talento dos artistas. E a reação da platéia é sempre vibrante e imediata, pois está tudo sendo criado ali na hora mesmo, na frente de todo mundo. Um espetáculo muito original e bacana de se assistir.

A competição de ontem foi a sétima etapa do Desafio Nordestino de Poetas Cantadores, evento que vem acontecendo desde o primeiro semestre em diferentes cidades do estado de Pernambuco. Cinco duplas concorreram e o público, formado por pouquíssimas pessoas, em função da pouca divulgação, se divertiu bastante.

O site do Desafio traz mais informações sobre a competição, apesar de estar desatualizado. Outras informações sobre a etapa de ontem estão disponíveis aqui.

Nenhum comentário: