domingo, 18 de julho de 2010

NEOJIBÁ

Quem me conhece, ou então acompanha este blog, sabe da minha queixa em relação à maior parte das opções musicais disponíveis na região onde eu moro. De uma forma geral, e para resumir em poucas palavras, a mediocridade e o mau gosto imperam.

Por isso eu procuro, sempre que possível, usar as minhas férias para, entre outras coisas, me "descontaminar" dessa pobreza sonora e renovar o espírito com música de verdade. Foi o que eu fiz nessa semana, quando eu tive a oportunidade de estar em três ocasiões diferentes no templo da música erudita paulistana, a Sala São Paulo (foto acima).

Assiti à OSESP (Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo), ao Les Musiciens de Saint-Julien (França) e à uma coisa de nome estranho chamada "NEOJIBÁ". Foi tudo muito bom, tudo fantástico, mas um espetáculo desse trio em particular me tocou de forma profunda e muito especial. Trata-se de uma grande orquestra, regida por um pianista de renome internacional, a qual executou um cardápio musical bastante eclético com grande competência técnica, muito brilho e uma tremenda animação.

Sem ficar a dever nada para as melhores performances das melhores orquestras internacionais, a Orquestra Juvenil da Bahia, regida por Ricardo Castro, deu um show ao interpretar compositores americanos - Bernstein, Revueltas, Gershwin, Marlos Nobre, Villa-Lobos, Ginastera e Alberto Márquez. Ovacionados pelo público ao final da apresentação, eles foram aplaudidos de pé e com grande entusiasmo pelos presentes que lotavam a sala, e ainda brindaram a platéia com números extras de Lorenzo Fernandes, Zequinha de Abreu e Elgar, fechando a festa com nada mais nada menos do que Vassourinhas, o frevo que não deixa ninguém sentado no lugar.

Foram duas horas ininterruptas da melhor música interpretada de forma magistral por 100 meninos e meninas de 12 a 25 anos que fazem parte dessa que é a principal orquestra do projeto NEOJIBÁ (Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), criado pelo pianista e maestro (também baiano) Ricardo Castro em 2007, e que tem como objetivo fazer a integração social dessa moçada.

Eu, que trabalho em Juazeiro (BA) e nunca tinha ouvido falar desse projeto ou dessa orquestra baiana, precisei vir para São Paulo para tomar conhecimento da sua existência e, principalmente, para me deleitar com a qualidade da música realizada por eles. Sem contar, naturalmente, a admiração pela nobreza e pela grandiosidade do projeto social que viabiliza tais realizações.

Por isso, eu gostaria de deixar aqui um convite para o maestro Ricardo Castro: por favor, faça-nos uma visita em Juazeiro. Aproveite agora, que o Complexo Multieventos da UNIVASF já foi inaugurado, e traga a sua orquestra para o nosso belo e grande auditório, proporcionando-nos assim algo que, eu tenho certeza, jamais foi vivenciado pela maioria da população local e que, sem dúvida, será recepcionado com o mesmo entusiasmo que eu presenciei e compartilhei com vocês em São Paulo. Depois de Belo Horizonte, São Paulo e Campos do Jordão, eu ficarei aguardando você e a sua orquestra nas margens do Velho Chico. Vocês vão gostar tanto quanto nós, posso garantir.

Para quem quiser mais informações, basta clicar em http://www.neojiba.org/.

6 comentários:

Anônimo disse...

Tão perto, mas tão distante...
Pôxa, um orquestra dessa qualidade aqui do lado da gente e não a conhecemos...
Adoraria assistir um espetáculo desses no Multieventos!!
Abraços, Juliana Gois.

Marcus disse...

Olá Juliana,
Você disse tudo: tão perto e tão distante, foi exatamente essa a sensação que eu tive durante a apresentação. Mas vamos torcer para que sejamos brindados com a visita deles num futuro próximo.
Apareça sempre!
Abraços,
Marcus.

NEOJIBA disse...

Caro Marcus,

Ficamos muito felizes que tenha assistido e gostado de nosso concerto na Sala São Paulo. Foi sem dúvida um momento muito especial na história do Neojibá.

Temos planos de realizar nossa 1a Turnê Bahia em breve e, com certeza, Juazeiro será uma das cidades do Roteiro.

Obrigada pelas palavras! Continue acompanhando nossas atividades nos endereços:

www.neojiba.org
neojiba.blogspot.com

Saudações musicais,

Equipe Neojibá

Marcus disse...

Prezada Equipe Neojibá,
Muito obrigado pela visita ao meu blog e, principalmente, pela boa notícia! Vamos aguardar com ansiedade a chegada de vocês por aqui. Se precisarem de algum apoio local, meu pessoal ou da própria UNIVASF, por favor não hesitem em me contactar. Será um grande prazer poder colaborar para a realização desse evento.

Arturo disse...

Querido Marcus, me ha gustado mucho tu comentario acerca de NEOJIBA, la orquesta juvenil de bahia. Yo en Guatemala estoy colaborando con un proyecto similar que se llama Orquesta Sinfonica Juvenil de la Ciudad de Guatemala. Esta tambien formada por jovenes entre 6 y 18 anos y recien tuvimos un concierto que fue un exito. Saludos
Arturo

Marcus disse...

Olá Arturo!
Obrigado pela visita ao meu blog. Fico muito feliz em receber notícias suas!!
Que legal que você está participando de um projeto desse tipo. Eu fiquei encantado e só posso imaginar como deve ser bom poder participar ativamente de uma iniciativa como essa. Espero um dia poder assistir à Orquestra Juvenil de Guatemala também! Sucesso para ela e para você.
Um grande abraço, muitas saudades!