segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Chapada Diamantina

A Chapada Diamantina abrange uma vasta área no interior da Bahia e um certo número de municípios. Mas o "portal" da Chapada é sem dúvida a cidade de Lençóis, localizada a cerca de 400Km de Salvador, no sentido interior. Com apenas 9.000 habitantes fixos, mas uma população variável não desprezível, formada por turistas do Brasil e do mundo inteiro, a cidade é bem servida por hotéis, pousadas e uma infra-estrutura de turismo preparada para mostrar os encantos da região para quem vem de fora em busca de aventura, contato com a natureza e, principalmente, paisagens deslumbrantes.

Para chegar lá, deve-se tomar um ônibus em Salvador. Após 6 horas de uma viagem confortável, você está no coração da Chapada Diamantina. Parece que até dá para ir de Petrolina direto para lá (nesse caso são apenas 500Km no total, em vez de 500Km até Salvador e depois outros 400Km até Lençóis), mas os mapas informam que as condições da estrada não são nada boas. Então, na dúvida, vá até Salvador mesmo e pegue o ônibus por lá. Outra opção seria ir de avião até Lençóis (há um aeroporto na cidade), mas ele está desativado há alguns anos.

Depois de se instalar, é só ir até o centro da cidade e puxar conversa nos casarões onde estão instaladas as agências de turismo. Lá você ouve histórias, vê fotos das maravilhas prometidas e agenda o seu passeio do dia seguinte, ou então aproveita e já faz uma programação para vários dias.

A partir daí é só aventura. Cada dia uma diferente, num lugar diferente, com paisagens diferentes e emoções diferentes. De comum apenas o deslumbramento com a natureza e a exaustão no final do dia.

A Chapada Diamantina é um lugar que rouba o nosso fôlego sem piedade. Seja pela beleza e exuberância das suas paisagens, seja pela energia que se precisa gastar para subir em todos aqueles morros, enfrentar aquelas trilhas, atravessar os rios, caminhar sobre as rochas, enfrentar o sol escaldante etc etc. Mesmo assim, é tudo sagrado e esse passeio é uma benção da natureza. Seja nas paisagens abertas e nas formações imensas, seja nos pequenos detalhes que estão sempre por perto mas que passam desapercebidos para os olhares menos atentos.

Fotografar foi uma aventura à parte. Além do excesso de bagagem nas costas, altamente contra-indicado para esse tipo de passeio, há que se gerenciar o tempo (os guias estão sempre nos puxando) e evitar deixar se levar pela vontade de ficar ali parado, contemplando tudo e fotografando num ritmo desvinculado do mundo real. Sem contar os tombos, as quedas, as batidas e os mergulhos involuntários nos rios e nos lagos, com equipamento e tudo.

Mas o resultado é compensador (pelo menos eu achei), e dessa vez ele está publicado em http://www.marcusramos.com.br/chapada. São 500 imagens, então não tenha pressa. Espero que você goste de ver assim como eu gostei de fotografar. Mas não fique apenas com as fotos: ao vivo a beleza vem acompanhada da emoção, da aventura e da diversão!

3 comentários:

Cris disse...

Olá, Marcos! Sou uma conterrânea sua e pretendo conhecer a Serra da Capivara no próximo mês. Nas minhas buscas por informações pelo "Santo Google" me deparei por duas vezes com seu blog. Na segunda, talvez por coincidência, estava procurando alguma informação sobre transporte de Petrolina para a impressionante Chapada Diamantina (Lençóis), que quero rever, já que estarei tão perto. Não consegui resistir a passar pelas suas 500 fotos daquele lugar maravilhoso e ficar com mais saudades ainda. Bom, se você tiver informações atualizadas sobre ônibus para lá que saia de Petrolina e puder compartilhar, eu agradeço. Seria uma grande economia de tempo não ter que voltar à Salvador para ir à Lençóis depois, né? Parabéns pelo blog que já está entre meus favoritos. Um abraço. Cristiane Domingues

Marcus disse...

Olá Cristiane,

Obrigado pela visita ao blog! Sobre a sua pergunta, eu não sei se existem ônibus que vão diretamente de Petrolina (ou Juazeiro) até Lençóis. Apesar de eu nunca ter feito esse trajeto direto, eu sei que são apenas 400Km daqui até lá, e que a estrada se encontra em boas condições. Não tenha dúvida que é melhor do que ir até Salvador (500Km) e depois até Lençóis (mais 500Km). Por outro lado, a viagem de Salvador até Lençóis é muito tranquila. O ônibus é extremamente confortável e, se você for lendo um livro, não vai nem sentir as 6 horas do trajeto. Já de Petrolina até Salvador eu não posso dizer o mesmo. Mas aí você tem a opção de pegar um avião, aliás me parece que o aeroporto de Lençóis foi reativado, então daria para fazer os dois trechos por via aérea. Quanto ao trajeto entre Petrolina e São Raimundo Nonato (Serra da Capivara), ele é bem mais complicado, conforme eu já descrevi em outra oportunidade. Parece que estão sendo feitas obras, mas ainda falta muito. De qualquer forma, boa sorte nas suas aventuras! Se puder, depois escreva contando como foi tudo.

Abraço,
Marcus.

CECILUCKY disse...

Suas fotos são espetaculares! Adorei "viajar" para a Chapada Diamantina através do seu olhar.