sábado, 22 de novembro de 2008

Country life


A poluição sonora por aqui supera de longe a de qualquer cidade grande e/ou civilizada. Desde ontem que eu só ouço gritos histéricos de crianças descontroladas, latidos descontrolados de cachorros histéricos, batucadas diversas, música "brega-romântica" brotando de lugares invisíveis, pessoas emitindo grunhidos nas ruas, ruídos distantes indistingüíveis, som alto de trios elétricos e tum-tum-tums de forró eletrônico que só os seres primitivos são capazes de emitir e tolerar. Que saudades da tranquilidade da minha São Paulo. Que saudades de morar numa cidade em que as pessoas tem respeito umas pelas outras.

Um comentário:

Anônimo disse...

Marcus, bela foto, espero que ela não expresse o seu desespero aí em Petrolina, mas me preocupo muito com suas afirmações sobre o barulho desta cidade, verifiquei "in loco" quando estive aí em agosto passado que o local onde você mora me pareceu uma aprazível e pacata fazenda isolada do mundo, pelo menos em relação ao barulho, o silêncio era tanto, que as vezes me dava nos nervos, mas pelo visto ou foi apenas um silêncio passageiro, só durante a minha estadia, ou então você deve estar ficando como o personagem da foto.
Abraços
Robson