terça-feira, 14 de outubro de 2008

Sr. Raimundo

Você sai do trabalho às 18:00hs e, depois enfrentar um trânsito pesado, consegue chegar em casa, exausto, às 18:50hs. Você saiu de Perdizes e foi para o Itaim? Trabalha no centro e mora no Morumbi? Nada disso, você só tem que atravessar uma ponte que separa o campus de Juazeiro da UNIVASF do centro de Petrolina. No total, o trajeto tem 3,5Km. Felizmente eu tenho as fitas-cassete do Robson para ouvir no carro e consegui, hoje, me distrair um pouco ouvindo BB King, Jimmy Hendrix e The Doors, entre outros.

Dá até vontade de deixar o carro em casa e ir a pé. Mas isso eu não faço, por dois motivos.

Primeiro, porque preciso do carro para poder ir almoçar todo dia. Sem ele, eu teria que caminhar uns 20-30min sob um sol de derreter para ir até algum restaurante, e depois outro tanto para voltar. No way. Segundo, porque o risco de você ser atropelado por algum dos inúmeros vândalos que conseguiram carteira de motorista em Juazeiro é muito grande.

Que o diga o Sr. Raimundo, porteiro do campus Juazeiro da universidade e recém-falecido. Atropelado por um carro desses na rua, ele foi atendido na rede pública de saúde da cidade. Mesmo sem movimentos nas pernas, ele foi liberado pelo médico local. Como ainda não se sentia bem, foi transferido pelos familiares meio que às pressas para Salvador. Lá, infelizmente, os médicos não tiveram condições de resolver os problemas decorrentes dos ferimentos internos causados pelo acidente de alguns dias atrás.

Esses são alguns dos riscos e das desvantagens de se morar numa cidade pequena. As vantagens eu ainda não consegui descobrir. Sinto muito pelo Sr. Raimundo.

Nenhum comentário: