domingo, 29 de junho de 2008

Missa do Vaqueiro

Hoje foi o dia da Missa (ou Festa?) do Vaqueiro. O evento, realizado num terreno descampado na orla do rio, reuniu um bocado de gente. E um monte de vaqueiros também, muitos deles com as suas roupas típicas de couro. Uma missa tradicional, realizada pela sexagésima-primeira vez.

Muita gente na rua. E muitos cavalos também. Fiquei intrigado. Não sei de onde de repente apareceram tantos cavalos na cidade. Será que as pessoas guardam os seus cavalos na garagem de casa? Tava difícil de andar. Não só por causa da multidão, mas também por causa dos volumes abandonados no chão das ruas e das calçadas pelos bichinhos. Um perigo.

Por conta da festa, eu bati um recorde nesse final de semana. Ouvi forró hoje das 9:00 da manhã até às 17:00hs, sem interrupção. Em alto e bom som dentro de casa, naturalmente. Agora parou. Mas daqui a pouco começa a festinha da igreja. E mais forró. Ontem foi forró até meia-noite. Como se gosta de forró por aqui.

Nenhum comentário: