sábado, 12 de abril de 2008

Procurando casa no Saara

Imagine-se no meio do deserto do Saara procurando um bar para comprar uma água mineral geladinha. Impossível, certo? E você fica frustrado, certo? Afinal de contas, ninguém te disse antes que ia ser tão complicado assim.

Pois é assim que eu estou me sentindo hoje, depois de derreter no sol o dia inteiro procurando casa ou apartamento para alugar. Não existe. Nas imobiliárias a resposta padrão é essa. Quando há algo, a qualidade é muito ruim ou os preços são excessivamente altos. Segundo dizem, tudo isso está acontecendo por causa da própria Univasf. Muitos alunos novos, professores etc, gente vinda de toda parte e inflacionando o mercado imobiliário. Deve estar bom para os empresários da construção civil e os incorporadores.

Virei Petrolina e Juazeiro de cabeça para baixo. Fui em mais de dez imobiliárias. Dirigi horas a fio. Entrei em todos os buracos. Devo ter perguntado em todos os edifícios das duas cidades se existe apartamento para alugar. Estou com uma ou duas opções, mas nenhuma realmente satisfatória. Amanhã vou continuar. Tenho uma semana para dizer ao motorista do caminhão onde ele deve despejar as minhas coisas...

Nos restaurantes só vi, até agora, cardápios do tipo "arroz, feijão, macaxeira e alguma carne". Que pode ser bode, picanha, frango ou surubim. E também tem sarapatel, buchada, mocotó etc. Será que eu vou encontar um bom prato de salada em algum lugar? Já estou ficando preocupado.

Nenhum comentário: